Get Adobe Flash player

Procurar

  Search  

Outras ligações

Câmara Municipal de Fafe



O nosso blogue

Notas

O Museu das Migrações e das Comunidades foi fundado por deliberação do Município de Fafe em 12/07/2001.  Um Museu que pretende aprofundar o conhecimento das migrações na diáspora portuguesa.





Homenagem ao fundador



Miguel Monteiro

Miguel Teixeira Alves Monteiro nasceu em 10 de janeiro de 1955, em Vila Boa, S. Bartolomeu do Rego, Celorico de Basto.

Concluiu a licenciatura História, em 1980, e fez o estágio profissional em exercício na Escola Preparatória Bocage, em Setúbal, entre 1981/1983.

Pertenceu ao quadro de nomeação definitiva da escola EB 2/3 Professor Carlos Teixeira, Fafe, onde permaneceu até 3 de novembro de 2009, data em que faleceu.

Paralelamente…

Fez parte do núcleo inicial da ASPA (Associação para a Defesa, Estudo e Divulgação do Património Cultural e Natural) de que foi “militante exemplar” em Braga, tendo organizado e dinamizado o Núcleo da ASPA de Fafe, em 1981.

Neste Núcleo, iniciou a sua atividade com o “combate corajoso e persistente” que permitiu a recuperação do Teatro-Cinema de Fafe, tornada realidade em abril de 2009.

Dedicou-se ainda ao levantamento do património histórico, arquitetónico e urbanístico de Fafe.

Entre 1989 e 1993, frequentou e concluiu o Curso de Divulgação do Património Histórico, Artístico, Natural e Etnográfico, promovido pelo Centro Nacional de Cultura e Ministério da Educação.

Em 1991, publicou o livro “Fafe dos «Brasileiros» (1860-1930): Perspectiva histórica e patrimonial”.

Em 1996 concluiu o mestrado em História das Populações na Universidade do Minho com a tese de mestrado sobre “Migrantes, emigrantes e “brasileiros” de Fafe (1834-1926): territórios, itinerários e trajetórias”.

A partir do ano letivo 1996/1997 exerceu também, ininterruptamente, funções docentes no Instituto de Estudos Superiores de Fafe como professor e orientador de DESE (Diploma de Estudos Superiores Especializados).

Entre 1997 e 2004 integrou a equipa de investigação do Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho como membro do NEPS (Núcleo de Estudos de População e Sociedade), colaborando em ações docentes naquela universidade.

Ainda em 1997, inicia o doutoramento em Sociologia na Universidade do Minho.

Em 2000, integra o Comissariado Científico das Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, coordenando o Núcleo da “Exposição Comemorativa do V Centenário da Viagem de Pedro Álvares Cabral ao Brasil”, patente na Alfândega do Porto;

Em 2002, é convidado pela Câmara Municipal de Fafe para a elaboração do projeto de um Museu para a Emigração.

A partir de 2002, após a aprovação do projeto “Museu da Emigração, das Comunidades e da Luso-descendência”, exerceu funções de Coordenador deste Museu, primeiro em regime de requisição (2002-2004) e depois como colaborador da Autarquia.

Ao longo do seu percurso, foram inúmeras as palestras que proferiu, as exposições que organizou, a convite de muitas Instituições Superiores, Autarquias do nosso país e no exterior, designadamente, no Brasil e também em Fafe, local onde chegou a organizar um Congresso Internacional sobre Emigração com a presença de membros da direção da UNESCO.

Em 2009, porém, essa paixão não foi suficiente…

Premonitoriamente, a Autarquia tinha destacado o seu trabalho, no dia 5 de outubro de 2008, agraciando-o com a medalha de prata de mérito concelhio, facto que constituiu um dos seus últimos momentos de alegria. Mas, estava-lhe destinado ainda “o seu grande momento”, quando assistiu à inauguração do renovado Teatro-Cinema de Fafe em abril de 2009.

«Ao Mestre Miguel Monteiro se deve a afirmação nacional e internacional da marca de Fafe como a capital dos “brasileiros de torna-viagem”, através da sua capacidade de estabelecimento de parcerias com a UNESCO, a Fundação Casa de Rui Barbosa (Brasil), ou a Federação das Associações Portuguesas de França, e organização de importantes reuniões internacionais, que propagaram a herança e os profundos laços históricos que unem o concelho de Fafe à nação brasileira.»

Antero Barbosa

Vereador da Educação - Município de Fafe


Bibliografia de Miguel Monteiro

  • Monteiro, Miguel,(1982) Selecções Reader's Digest, À Descoberta de Portugal, Lisboa, (colaboração)

  • Monteiro, Miguel;(1991) Fafe dos “Brasileiros”- (1860-1930) - Perspectiva Histórica e Patrimonial, Fafe, Ed. Autor.

  • Monteiro, Miguel,(1992), “Contextos actuais da Educação - Sugestões para a definição de princípios de ensino recorrente”, Presença, n.º 6, Braga.

  • Monteiro, Miguel, (1992),“Estudos Locais e o Ensino da História”, Actas do Primeiro Encontro sobre o Ensino da História, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, pp. 431-439.

  • Monteiro, Miguel,(1995), “Cultos e Ocultos de Monte Longo”, separata - Minia, Braga, ASPA,PP.103-135.

  • Monteiro, Miguel,(1996);Migrantes, Emigrantes e “Brasileiros” (1834-1926)- territórios, itinerários e trajectórias, Braga, Instituto de Ciências Sociais, Universidade do Minho, 485, pag

  • Monteiro, Miguel,1996;Migrantes e Emigrantes de Fafe (1834-1926) - Territórios, Estrutura Social e Itinerários, Fafe - 1.as Jornadas de História Local, Fafe, Câmara Municipal de Fafe, , pp. 373-419.

  • Monteiro, Miguel, (1996) “Migrantes, Emigrantes e Brasileiros", Actas do 2º Congresso Histórico de Guimarães, Vol. 7, Câmara Municipal de Guimarães - Universidade do Minho, pp. 285 - 330

  • Monteiro, Miguel, (1997)“O Jogo-do-pau como representação de estatuto e hierarquia social”, Mínia, Braga, ASPA

  • Monteiro, Miguel, (1998) “Mobilidade geográfica e desigualdade social - Brasil destino de distinção”, Boletim de La Asociación de Demografia Histórica, XVI – I, Asociación de Demografia Histórica, pp.95-136.

  • Monteiro, Miguel,(1999);“Mobilidade Geográfica e Desigualdade Social - Brasil destino de distinção", Congreso Internacional de la población, V Congresso de la ADEH, Crescimento natural Cambio demográfico y migraciones” (Vol.II) Logroño.

  • Monteiro, Miguel, (1999) O Papel dos “Brasileiros” nas vilas do Minho: o caso de Fafe, in Os “Brasileiros” da Emigração, Jorge Fernandes Alves (Coord), Vila Nova de Famalicão, Museu Bernardino Machado

  • Monteiro, Miguel,(2000), Marcas da Arquitectura de Brasileiro na Paisagem do Minho,” O Brasileiro de Torna Viagem, CNCDP - Portugal, Comissão Nacional para as comemorações dos Descobrimentos Portugueses, Lisboa

  • Monteiro, Miguel, (2000) “O Público e o Privado”, O Brasileiro de Torna Viagem, Lisboa, CNCDP – Portugal, Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, Lisboa

  • Monteiro, Miguel, (2000) "Migrantes, Emigrantes e “Brasileiros” (1834-1926), Fafe, Ed. autor.

  • Monteiro, Miguel,(2000);Migrantes, Emigrantes e Brasileiros (1834)-1926) – Fafe, ed: autor e ( Neps), Universidade do Minho, Braga

  • Monteiro, Miguel, (2000), “Representações materiais do «Brasileiro» e construção simbólica do retorno”, Camões, Número 11, Outubro-Dezembro.

  • Monteiro, Miguel, (2003), "Gastronomia: Território e Fronteiras", XIV Congresso de Gastronomia do Minho - II Internacional Gastronomia Congress - III Congresso Luso-Galaico, Região de Turismo do Alto Minho, Viana do Castelo.

  • Monteiro, Miguel, (2004) Visita Guiada a Fafe – Sugestões para um olhar, Fafe, Junta de Freguesia de Fafe.

  • Monteiro, Miguel, (2004), Emigração para o Brasil (1834-1926): “Os números e autobiografia - sair, viver e regressar na primeira Pessoa”, Territórios e Fronteiras, Universidade Federal de Mato Grosso, V.5, n.1, Cuiabá, pp. 155-168.

  • Monteiro, Miguel, (2004) “Marcas Arquitectónicas do "Brasileiro" na Paisagem Urbana e Periférica”, Mínia, Braga.

  • Monteiro, Miguel, (2004) “Emigração para o Brasil (1834-1926): Os números e a Auto-Biografia- Siar, viver e regressar na Primeira Pessoa", in Migrações: HIstória, Economia e Encontro de Culturas, inActas 5ªs Jornadas de HIstória Local, Fafe, Câmara Municipal de Fafe, , pp. 131-155

  • Monteiro, Miguel, (2005) “Representações Materiais do ‘brasileiro’ e Construção Simbólica do Retorno”, in Turbulência Cultural em Cenários de Transição – O século XIX Ibero – americano, Neide Marcondes e Manoel Bellotto (orgs.), São Paulo, Edusp – Editora da Universidade de São Paulo, pp.165-189.

  • Monteiro, Miguel,(2005) «De la littérature au web: Images croisées dans un webmusée - le Cas de www.museu-emigrantes.org»,nº 19, Paris, Ed. Mémoire –Génériques, (4ème trimestre), 2001, 134 p.

  • Monteiro, Miguel,Rocha-Trindade, Maria Beatriz (2006) (2007), "Emigração e Retorno: Imagens Cruzadas num Webmuseu e o Papel da Tecnociência no Caso de www.museu-emigrantes.org.", In A Emigração portuguesa para o BRasil, Coordenação Fernando de Sousa e Isménia Martins, Edições Afrontamento, pp, 437-449

  • Monteiro, Miguel,(2006) ´O Museu da Emigração e os “Brasileiros” do Rio: o público e o privado na construção de modernidade em Portugal', I Encontro luso-Brasileiro de Museus - casas: Espaço, Objeto e Museografia, Fundação Casa de Rui Barbosa, Rio de Janeiro. in Revista da Faculdade de Letras HISTÓRIA, Porto, III Série,, vol. 8, 2007, PP.443-458

  • Monteiro, Miguel, (2007) "Migração e Cidadania Europeia - Viver na Cidade de BabeL", in Cidades Histórias Mutações Desafios, MARCONDES, Neide; BELLOTTO, Manoel (orgs), Arte&Ciência Editora, São Paulo.

  • Monteiro, Miguel, (2007)- "Portugal, Uma Nação Espalhada pelo Mundo: O Museu de Fafe como Produtor de um Arquivo de Memórias e de Interacções.", Universidade Aberta, Lisboa (prelo)

  • Monteiro, Miguel, (2007) "Arquitectura de Memórias no Museu da Emigração e das Comunidades - a memória comunicacional Web e os núcleos de memória material/simbólica", Congresso Alemão de Lusitanistas, Universidade de Colónia - Conferência Portugal e as Migrações: Realidades e representações, 6 a 9 de Setembro

  • Monteiro, Miguel, (2007) "O Conde de São Bento No Museu da Emigração", Ciclo de Sessões Comemorativo do Bicentenário do Nascimento do Conde de São Bento, Câmara Municipal de Santo Tirso, 28-09-2007

  • Monteiro, Miguel, (2007) "A emigração como mecanismo de mobilidade social em Portugal: o exemplo de Fafe (1834-1926)" Apresentado no XXVII Encontro da Associação Portuguesa de História Económica e Social – GLOBALIZATION: LONG-TERM Perspectives - Sessão: “Mobilidade Social em Portugal nos Séculos XIX e XX: análises históricas e sociológicas”, Lisboa, Universidade Nova de Lisboa, 16-17 de Novembro de 2007:

  • Monteiro, Miguel; Rocha-Trindade, Maria Beatriz, "Emigração e Retorno: Imagens Cruzadas num Webmuseu e o Papel da Tecnociência no Caso de www.museu-emigrantes.org", II Seminário Internacional - A Emigração Portuguesa Para o Brasil, CEPESE, Universidade Lusíada, Porto, (2006)(2007)

  • Rocha-Trindade, Maria Beatriz e MONTEIRO, Miguel, (2007) "Memórias da Emigração e do Retorno no Museu da Emigração - A Tecnociência no Wemuseu"", "Encontro em Coimbra - Estudos Pessoanos e outros temas", Centro de Estudos Fernando Pessoa, São Paulo, pp.111-122

  • Rocha-Trindade, Maria Beatriz e MONTEIRO, Miguel, Unesco, Maio, (2007) "Museums Devoted to Migration: the Portuguese Emigration", Museum Internacional - The Cultural Heritage of Migrants, UNESCO, 233/234, pp145-150.

    Rocha-Trindade, Maria Beatriz e MONTEIRO, Miguel, (2007) "Portugal: O Museu da Emigração e das Comunidades " , Centro Studi Emigrazione, Roma

  • Marcondes, Neide; Monteiro, Miguel; Bellotto, Manoel, "Transposição/transmutação/transfiguração - Arquitetura rural Portugal>Brasil>Portugal", Seminário Internacional: Memórias e Migrações, Fafe, 5-9 de 2007